terça-feira, 16 de janeiro de 2018

Banda Olifante - (2011) 10.000 Migrants


Você não ouviu nada como isso. Mas claro, apenas se você não conhece esta banda. Banda Olifante, banda italiana, super original e de extrema criatividade. Simbiose eclética dos mais variados ritmos efetivam-se aqui com desenvoltura, liberdade experimental e uma alegria infantil de quem brinca profissionalmente com a música. Esta é uma mega banda do tamanho de um elefante, são quinze integrantes que preenchem suas composições com uma diversidade estonteante de instrumentos. Clarinetes, saxofones, percussões, trompetes, trombones, tubas, guitarra, baixo, sanfona, etc. Este é o seu segundo grandiosíssimo trabalho intitulado 10.000 Migrants. Doze deliciosas faixas nos fazem viajar por ritmos diferenciados e alucinantes. Suas bases principais encontram-se num muito bem orquestrado Afro-Funk e Jazz experimental. Batucadas nervosas aliam-se a múltiplos solos de metais venenosos e virtuosísticos. Várias passagens lembram-me muito o estilo jazzístico das Brass Bands norte americanas, mas que aqui são delineados com cautela, economia, tradicionalismo folclórico e sobriedade. Novamente, um disco imperdível!

Banda Olifante - (2011) 10.000 Migrants:

01 Klezmex
02 African Dandy
03 Spanish Town
04 10.000 Migrants
05 Zabumba
06 Elephant Dance
07 Mangiatori Di Stelle
08 Le Chemin Du Griot
09 Etere
10 Open Circle
11 L’illusionista
12 Selanik Soul

Deguste um Fluxo:



Visite a página do artista: Banda Olifante

domingo, 14 de janeiro de 2018

Indigo Jam Unit - (2013) Milestone


Copio-me: "Indigo Jam Unit foi uma das primeiras bandas de Jazz japonês que escutei. [...] É um dos grupos que revolucionou meu gosto musical; saboreei o Jazz de uma forma que ainda não havia degustado. Fiquei fã dos grupos de Jazz japonês! Eles são de uma beleza incomensurável, são dinâmicos e muito pragmáticos em seus propósitos estéticos. O ritmo é sempre marcante, a melodia sempre fluindo numa liberdade deliciosa, e o experimentalismo sempre muito bem pensado e medido. Conseguem ser suaves, fortes e belos ao mesmo tempo. Não fazem a música da moda. Você não os ouvirá tocando nos iphones da vida, não os verá bombando nas redes sociais e nem tocando em rádios por aqui. Isso aqui é aquele tipo de coisa que só aparece em Blogs garimpadores e caçadores de novidades, é o tipo de coisa que aquele seu melhor amigo lhe apresenta enquanto tomam uma breja na sacada de sua casa. Imensamente flutuante, carregado de brisas metamórficas, refinado e elegante, cool e underground." Milestone é o seu nono álbum. Coisa fina!

Indigo Jam Unit - (2013) Milestone:

01 Widescreen Rain
02 Zeus
03 Naja
04 Hunt
05 Milestone
06 Trick
07 Watercolor
08 Corazon
09 Shiosai

Deguste um Fluxo:



Visite a página do artista: Indigo Jam Unit

sábado, 13 de janeiro de 2018

Muyiwa Kunnuji & Osemako - (2016) Mo Juba O


Mo Juba O apresenta composições e arranjos originais perfilados por Muyiwa Kunnuji, trompetista nigeriano e um dos precursores do afrobeat. Tocou com Féla Kuti, Seun Kuti e Tony Allen; só isso. Este é o seu primeiro trabalho, que em parceria com o também trompetista Osemako, traz uma fusão de diversas influências e ritmos tradicionais do Yoruba e Ogu, mais o groove do afrobeat, elementos do highlife, traços do jive sul-africano, componentes do jazz e gospelMuyiwa Kunnuji & Osemako criam um universo musical com raízes profundas, harmonioso em tons multicoloridos, vindos dos recônditos tribais da África. Mo Juba O nos convida irresistivelmente para dançar seus ritmos furiosos e viciantes, mágicos e inebriantes. Esta é uma bolachinha recheada com os mais variados estilos já desenvolvidos pela mamãe África; quase uma compilação que busca de forma indireta contar a história da música africana. Cantos melodiosos com aqueles característicos refrões que só o afrobeat sabe fazer, juntam-se firmes a garbosos solos de trompetes e batuques temperados de extraordinário swing. Essencial aos aficionados pelo groove.

Muyiwa Kunnuji & Osemako - (2016) Mo Juba O:

01 Mo Juba
02 Olofofo
03 Palapala
04 Aradugbo
05 Petit À Petit
06 Pot And Kettle
07 Everything That Has Breath
08 Ore Rerunrerun

Deguste um FULL Fluxo:



Visite a página do artista: Muyiwa Kunnuji & Osemako

quinta-feira, 11 de janeiro de 2018

Songhoy Blues - (2017) Résistance


Songhoy Blues é uma banda de desert blues originária de Mali. A banda foi formada em Bamako depois que Garba Touré, guitarrista, foi forçado a deixar sua residência durante uma guerra civil e a imposição da lei Sharia islâmica. Em 2012, o Movimento Nacional Para A Libertação De Azawad (MNLA) assumiu o controle do norte de Mali. Garba foi expulso da região pelo grupo jihadista Ansar Dine, que proibiu cigarros, álcool e música. Em Bamako, capital do país, Garba se juntou a Aliou Touré e Omar Touré para formarem o Songhoy Blues. Em 2013, a Africa Express, uma produtora liderada por Damon Albarn, visitou Bamako em busca de artistas para um álbum de compilação. A banda foi adicionada no álbum e acabou chamando a atenção do guitarrista Nick Zinner do Yeah, Yeah, Yeahs, que os ajudou a produzir a música Soubour. A faixa foi lançada em 2013 no álbum Maison Des Jeunes, a compilação da Africa Express. Seguindo o sucesso da faixa, a banda foi para o estúdio gravar seu primeiro álbum intitulado Music In Exile. Absolutamente bombou! Résistance é o seu segundo deliciosíssimo trabalho.

Songhoy Blues - (2017) Résistance:

01 Voter
02 Bamako
03 Sahara (Feat. Iggy Pop)
04 Yersi Yadda
05 Hometown
06 Badji
07 Dabari
08 Ici Bas
09 Ir Ma Sobay
10 Mali Nord
11 Alhakou
12 One Colour

Deguste um FULL Fluxo no Spotify:



Tem que ter swing:



Psicodélicas flutuações desérticas:



Visite a página do artista: Songhoy Blues

quarta-feira, 10 de janeiro de 2018

Alpha Male Tea Party - (2017) Health


Alpha Male Tea Party é uma banda britânica de math-rock. E é uma daquelas descobertas que a gente guarda com carinho no coração. Faz uns dois anos que escuto essa banda, mas procrastinei até umas horas para postá-la por aqui. Depois de ouvir seu último lançamento, o terceiro álbum do grupo, intitulado Health, não pude resistir e trouxe-o para cá. Gostei da capa logo de cara, um belo trabalho fotográfico e simbólico; acredito representou um pouco do espírito que permeia todo o trabalho. Como nos outros dois discos anteriores, a banda continua a dar muito ênfase na mistura de ambientações esvoaçantes com pegadas rockísticas agressivas. Riffs de guitarras certeiros; baixo naquela marcação marota em casamento com uma bateria que sem modéstia senta a porrada quando precisa; e muitas viagens atmosféricas contemplativas, sempre do jeitinho que gosto! A fórmula secreta desta bolacha reside no seu poder de suspensão para imagéticos espaços aéreos de infinita libertação. Parece um exagero metafórico da minha parte, mas duvido você não sentir aquela sensação de querer abraçar o céu ao dar o play aqui. 

Alpha Male Tea Party - (2017) Health:

01 Have You Ever Seen Milk
02 Ballerina
03 The Museum Of Walking
04 Nobody Had The Heart To Tell Him He Was On Fire
05 Don't You Know Who I Think I Am
06 Powerful And Professional
07 Carpet Diem
08 Some Soldiers
09 I Still Live At Home
10 No More

Deguste um FULL Fluxo:



Veja um vídeo clipis!



Visite a página do artista: Alpha Male Tea Party

segunda-feira, 8 de janeiro de 2018

Jizue -(2012) Novel


Novel é o segundo álbum de estúdio da excelentíssima banda japonesa de jazz experimental, Jizue. Um disco cristalino, brilhante e lucigênito; é assim que o descrevo, pois as imagens evocadas de suas mirabolantes melodias virtuosísticas e constantes miríades de dedilhamentos técnicos, espalham pelo ar as mais puras ambientações celestiais e angelicais. O trabalho dessa rapaziada mescla as flutuações atmosféricas e introspectivas do post-rock com as sutilezas, refinamento estético e sofisticações do jazz. É muito difícil não se sentir de alguma forma mais elevado emocionalmente depois de uma viagem pelos ascensionais espirais dos discos desses camaradas. Música que sabe respeitar um dos elementos mais desprezados no atual momento da música popular: o silêncio. Música que respeita o silêncio; isso não é contraditório. Jizue é daquelas bandas que sabiamente emula os efeitos certos para pacificar a mente e acalentar a alma, transmitindo sensações contemplativas e extáticas. Imagens límpidas de um céu aberto e infinito combinam-se com uma dança de fluxos aéreos e sutis. Cura a alma!

Jizue -(2012)  Novel:

01 Intro
02 Sun
03 Unnecessary Pain
04 Chaser
05 C-Loud
06 Hitorinouta
07 Kotonoha
08 ふる里
09 Yubiwa
10 Pray

Deguste um FULL Fluxo no Spotify:



Sinta um êxtase:



Visite a página do artista: Jizue

domingo, 7 de janeiro de 2018

THRASHKRASH - (2017) Volumis I


Depois meses de recesso e lutas diárias contra a depressão e a falta de sentido da vida, voltei para postar algo no nosso querido Santería. Tá certo que você está pouco se fodendo para o fato deu eu voltar ou não para cá, mas sei que de vez em quando passar por aqui para dar uma pesquisadinha em coisas mais ou menos novas para ouvir deve ser bacana. 2018 chegou e minha preguiça continua a mesma; poucas coisas me motivam a continuar, e uma delas é a música. O amor por ela ainda resiste! Tive um problema no meu computador e perdi uma porrada de coisas que eu iria postar por aqui. Retomarei o trabalho aos poucos; tenha paciência, por gentileza. Como as plataformas de streaming revolucionaram o modo de escutarmos música hoje em dia, é muito provável que você, assim como eu e todo mundo, quase não baixa mais músicas, com exceção certamente de coisas raras que por enquanto não encontramos facilmente nos streamings, portanto, na próximas postagens talvez eu já não coloque mais links para download, já que quase tudo se encontra no Spotify, por exemplo. Tenha um bom ano e fique com minha nova playlist. Tchau!

THRASHKRASH - (2017) Volumis I:

01 Metallica - Hardwired
02 Megadeth - The Threat Is Real
03 Slayer - Repentless
04 Testament - The Pale King
05 Exodus - Blood In, Blood Out
06 Overkill - Shine On
07 Kreator - Violent Revolution

.... e muitíssimos, muitíssimos outros.

Faça seu login e deguste o Fluxo completamente completo no Spotify:


... ou siga o Fluxo diretamente no Spotify!


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...